Modo Meu

Categoria: Animes

01/06/2015 - Categoria: Animes - Autor(a): Rodrigo Emannuel

db super-cdz soul of gold-digimon adventure tri

Fala galera, hoje o papo aqui é até certo ponto nostálgico, mas vai com calma, sem muita sede ao pote, que não vamos só relembrar o passado, mas sim colocar um dos pés no presente, e o outro logo ali, num futuro bem próximo.

O ano de 2015 traz consigo a volta de alguns animes mais do que consagrados, entre eles estão Digimon Adventure Tri, Dragon Ball Super e Cavaleiros do Zodíaco Soul of Gould. Os três animes tem uma coisa em comum nessa nova etapa: A difícil missão de resgatar os fãs antigos, e a mais difícil das missões, conquistar também a nova geração.

É claro que isso não é fácil, agradar dois públicos de gostos muito distintos é bem complicado. Mas vamos lá tentar destacar alguns dos pontos que podem tornar essa missão árdua, um grande sucesso. E para começar, vamos é claro, de Digimon Adventure Tri. Alias, juro solenemente (de dedos cruzados), que serei imparcial quanto a esse anime.

Digimon Adventure Tri

digimon-tri.1920x1200

A primeira coisa que agrada, e muito, nessa volta de Digimon Adventure, agora Digimon Adventure Tri, é a presença de todos, eu disse TODOS os personagens que faziam parte do eixo principal, lá no inicio da saga. Quem aí, que assim como eu acompanhou a saga durante toda infância, não sentiu falta de ver a dupla Tai e Agumon se aventurando no DigiMundo ?

Digimon Adventure teve também como um de seus pontos fortes, os laços de amizade que a saga priorizava. Talvez esse fator se torne um atrativo, até mesmo para o público mais jovem, que viu um pouco disso em animes como Naruto, mas não teve a chance de presenciar isso em relações como a de Tai e Agumon, ou Ash e Pikachu em Pokemon.

Outro elemento muito legal, é o fato do anime se passar já com os personagens todos em fase adolescente/adulta, o que com certeza, somado ao fato de eles já conhecerem o DigiMundo, vai render ótimas histórias.

Digimon Adventure Tri chega no dia 21 de Novembro de 2015, e infelizmente será em um formato que não estamos muito acostumados a ver, Toei Filha da Puta, o que viria a ser uma série, será um filme dividido em seis partes, POIS É! Tomara que dê pelo menos para matar um pouquinho da saudade, e se ainda não viu o video-promo, confere ae:

Cavaleiros do Zodíaco – Soul of Gould

CDZ - SOUL OF GOLD - capa

Cavaleiros do Zodíaco já está rolando, vai ter ao todo 12 episódios, e na minha opinião está muito, mas muito foda. A série se passa após os acontecimentos da Guerra Santa (Saga de Hades), nas terras geladas de Asgard. Logo após o sacrifício dos Cavaleiros de Ouro na batalha contra Hades, eles são misteriosamente revividos em Asgard, onde um homem chamado Andreas, está no comando no lugar de Hilda (aquela mesma da Saga de Asgard), overdose de Asgard até aqui.

Os adversários são os novos Guerreiros Deuses, que tem como aliado, um estranho poder desconhecido. Os Cavaleiros de Ouro, todos os 12, utilizam armaduras divinas em Soul of Gold, e finalmente tem a chance de mostrar de fato o seu verdadeiro poder.

A série já está sendo um sucesso, e diferente de Cavaleiros do Zodíaco Ômega, que ao meu ver não agradava tanto os antigos fãs, Soul of Gold tem se mostrado muito interessante, principalmente por explorar muito mais os Cavaleiros de Ouro, coisa que a infelizmente interrompida Lost Canvas vinha fazendo muito bem. E como eu não sou de dar spoilers, quem ainda não viu, fica só com o video-promo:

Dragon Ball Super

Dragon-Ball-Freeza-Super

SIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIM, EU SEI QUE MUITO PROVAVELMENTE JÁ TA SABENDO DESSE LANÇAMENTO, mas cara, como não querer falar um pouquinho disso também ?

Dragon Ball vai ganhar uma nova saga, intitulada Super, a saga vai se passar logo após os acontecimentos da Saga Boo, e muito provavelmente, após os acontecimentos do último filme, O Renascimento de Freeza. Apesar das poucas informações em torno da série até aqui, já sabemos que o lançamento está muito próximo de ser feito, logo ali no mês de Julho.

Dragon Ball Super, diferente de Dragon Ball GT, tem o roteiro escrito pelo criador original da saga, Akira Toryiama. Além do anime, será lançado também o mangá, e finalmente vamos poder esquecer a existência de Dragon Ball GT.

Se você assim como eu está cheio de dúvidas, deixo aqui um vídeo maneírissimo do canal Casa do Kame, cheio de teorias do que está por vir:

Agora, cá entre nós, é duvidosa a opinião daquele que dizer que nunca, eu repito, nunca, passou nem uma manhãzinha sequer assistindo a uma dessas grandes sagas. E minha pergunta para você é, qual te deixou mais ansioso para assistir?


10/03/2015 - Categoria: Animes - Autor(a): Israel Del Duque

space-dandy-

Se você gosta de O Guia do Mochileiro das Galáxias e Futurama, Space Dandy é algo que você precisa assistir.

Dirigido por Shinichiro Watanabe, que tem em seu currículo, entre outras obras, Cowboy Bebop (e até dizem Dandy e CowBe compartilham do mesmo universo), Samurai Champloo e os curtas de Animatix Era Uma vez um Garoto e Uma História de Detetive, Space Dandy foi lançado entre janeiro e setembro de 2014, com uma pausa de três meses que dividiram os 26 episódios da série em duas temporadas de 13.

A série conta a história de Dandy, um caçador de alienígenas cujo único objetivo é conseguir dinheiro para sobreviver (ou para gastar numa noitada no BooBies, uma espécie de Hooters espacial com um formato bem peculiar).

Junto com QT, um robô com mania de limpeza, e Meow, um alien betelgeusiano (aonde vimos isso antes?) que mais parece um gato, Dandy cruza o espaço em sua nave, a Aloha Oe, e se mete nas mais incríveis e inimagináveis aventuras em busca de aliens raros (quanto mais raro, mais dinheiro), sempre falhando miseravelmente.

space-dandy-02

Mas Dandy não é o único no espaço a falhar diversas vezes. Dr. Gel – um ser com aparência simiesca – e seu ajudante Bea, trabalham para o Almirante Perry, a caveira gigante soberana do Império Gogol, e sempre cruzam o caminho de Dandy, tentando captura-lo sem razão aparente. Aliás, se traçarmos um paralelo com algo com que já estamos familiarizados, Gel e Bea seriam como Jessie e James, da Equipe Rocket, e quase sempre decolam (literalmente) na velocidade da luz.

Completam o time de personagens principais o Narrador, que chega a interagir com os personagens e às vezes quebra a quarta parede (lembra muito o narrador do filme d’O Guia) e cuja origem nos é revelada no último episódio; Scarlet, a inspetora do centro de registro alien que vive aborrecida com as trapalhadas de Dandy se sua tripulação; e Honey, uma das garçonetes do BooBies.

space-dandy-2014-03

Para quem gosta de buscar referências, Space Dandy é um prato cheio. Elas estão em diversos episódios e vão do cinema – impossível não se lembrar de O Feitiço do Tempo no episódio 10 da primeira temporada, ou de Embalos de Sábado à Noite no episódio 9 da segunda (que conta, inclusive, com um Tom Travolta) – à literatura de ficção científica, com algumas das imagens na sequência de abertura parodiando capas de revistas pulp.

Tudo isso com traço e animação fantásticos, embalados por uma trilha sonora sensacional (que, em minha opinião, deveria ter um Daft Punk no meio) composta por ritmos que vão do Jazz ao eletrônico dos anos 80, passando pela
Disco Music e – acreditem – música havaiana.

spacedandy-04

O roteiro principal, apesar simples, abre um leque gigantesco de opções de histórias, o que é beneficiado pela falta de cronologia (exceto os dois últimos episódios, sobre os quais não falarei para evitar spoilers). Dessa forma, você
pode assistir os episódios aleatoriamente e dificilmente ficará sem entender o que está se passando.

Enfim, se você gosta de criaturas espaciais bizarras, histórias com zumbis, viagens no tempo, robôs e mechas (Dandy, inclusive, tem uma unidade de fuga, a Little Aloha, que se transforma num robô gigante trajando camiseta
havaiana *-*), corridas espaciais e musicais épicos, Space Dandy proporcionará horas de diversão (e reflexão, e um pouco de contemplação espacial).


28/01/2015 - Categoria: Animes - Autor(a): Dyego Cruz

gundam-00-gundams

Se você é daqueles que além de ser um amante dos animes e ainda mais um amante de luta entre robôs GIGANTES, garanto que vai gostar muito dessa dica que irei deixar aqui hoje.

Mobile Suit Gundam 00 é parte de uma franquia bem antiga que já foi transmitida na época pela rede Manchete na mesma época em que assistíamos Cavaleiros do Zodíaco, Samurai Warriors, Shurato, Yu Yu Hakusho, Super Campeões e por aí vai. Coisa que a gente já considerada velha hoje.

gundam-00-dynames-1080x675

A série dirigida por Seiji Mizushima, roteirizada por Yousuke Kuroda e com character design de Yun Kouga, foi lançada em 2008 e teve sua primeira temporada com 25 episódios e foi o primeiro da franquia Gundam a ser exibido em HD e também a seguir um calendário “comum”, mas apenas num futuro um pouco mais distante.

Começando em 2307 D.C, após o petróleo ter finalmente chegado ao fim, a humanidade se encontra num mundo em que dependem totalmente da energia solar e se unem em três grandes poderes econômicos para construírem uma estrutura ao redor do planeta que serve para captar energia solar.

gundam-00-exia-1080x675

Mesmo depois dessa união e divisão do mundo em três blocos econômicos, ainda existem muitas guerras por poder, e durante tudo isso aparece uma organização paramilitar chamada “Celestial Being”, que passa uma mensagem de que irá erradicar as guerras seculares e terrorismos em geral utilizando seus mobiles suits (Gundam) que são muito mais avançados tecnologicamente do que a humanidade já conseguiu chegar.

Com personagens misteriosos e cada um com missões que nem mesmo todos da equipe conhecem, os chamados Gundam Meisters são os pilotos dessas máquinas tão poderosas e com design que deixam nós fissurados por robôs de queixo caído.

gundam-00-kyrios-1080x712

A série também mostra o drama de algumas pessoas que indiretamente acabam sofrendo com todas as intervenções feitas pela organização, e que futuramente também irão se envolver diretamente com tudo que está acontecendo.

Além da história emocionante que vai revelando aos poucos o passado de cada personagem, temos também uma trilha mais empolgante ainda, que permanece com o mesmo estilo e na segunda temporada, que se passa alguns anos após o término da primeira.

gundam-00-tieria-1080x675

Foi feito também um filme para servir como um episódio final, que serve para explicar os motivos principais da “Celestial Being” e mostrar ao mundo para o que eles deveriam se preparar. Na minha opinião esse último episódio não precisaria existir, pois ele foge um pouco do que foi mostrado nas duas temporadas, mas espero que consigam assistir tudo e que gostem, pois esse anime é MUITO MASSA!


25/08/2014 - Categoria: Animes - Autor(a): Dyego Cruz

Fate/Stay Night Wallpaper HD

Então vamos lá começar a semana com uma dica de anime que pode parecer meio antigo, já que foi lançando em 2006, mas que com certeza é algo que assim como vários outros animes clássicos, tem uma longa data de sucesso.

Fate/Stay Night foi escrito por Kinoko Nasu, ilustrado por Takashi Takeuchi e que originalmente foi lançado no mercado como um jogo de PC, para adultos, desenvolvido pela empresa Type-Moon.

A história do anime gira em torno de uma guerra pelo Santo Graal (Seihai Sensou), pois diz a lenda que o Graal pode conceder desejos ao seu portador. Nunca foi dada nenhuma explicação do motivo de a guerra ser na cidade Fuyuki e muito menos quando ela começou, mas além disso também tem muita coisa misteriosa que só assistindo para tentar entender.

5447_fate_stay_night_hd_wallpapers

Nesta guerra, o próprio Santo Graal é quem seleciona os magos, ou mestres como são chamados, que poderão disputar pelo desejo. No total são escolhidos sete pessoas que normalmente fazem parte de uma longa linhagem de famílias de magos, mas que as vezes também podem não conhecer nada sobre o assunto.

Cada mestre poderá invocar um Servo, que são nada mais nada menos que espíritos heróicos que graças ao Graal voltam a vida para firmar um contrato com o seu invocador e lutar tanto pelos sues ideias quanto pelos ideias do seu próprio mestre.

Os servos são divididos exatamente em  7 classes, quase como um RPG, que são: o Saber (O espadachim), o Archer (O arqueiro), o Rider (O cavaleiro), o Berserker (O insano), o Lancer (O lanceiro), o Caster (O mago) e o Assassin (O mercenário).

fate_servants_classes

O anime tem um ritmo legal, umas sacadas bem interessantes e muita coisa dele faz mais sentido ainda se você assistir Fate Zero, que conta basicamente o que houve na guerra anterior a de Fate/Stay Night. O fato mais importante é que a guerrinha básica só termina quando sobrar apenas um mestre e seu servo, ou seja, de alguma forma ou de outra os outros devem sair da guerra.

Claro que também existem outras coisinhas bem interessantes em se pensar quando se fala em espíritos heróicos e um mistério que fica bem implícito com relação ao personagem principal Shirou Emiya e o servo de Rin Tohsaka, mas espero que você vá lá assistir e volte aqui para comentar sobre essa possível ligação entre os dois personagens.


24/07/2014 - Categoria: Animes - Autor(a): Elizabeth Viana

Sailor-Moon-Cristal-2014

Alguém se lembra desse anime? De 1992 a 1995 ele foi o “desenho” de maior sucesso e o mais querido entre as garotinhas. E em quesito anime da minha infância, esse fica no topo da lista, tanto que a música de abertura eu tenho no meu celular e é o toque que eu uso para identificar minhas amigas.

Pois bem, para quem lembra, para quem não lembra, e principalmente para quem não conhece, Sailor Moon contava a história de cinco estudantes, Usagi Tsukino (Serena Tsukino, que é a Sailor Moon), Ami Mizuno (a Sailor Mercúrio), Rei Hino (a Sailor Marte), Makoto Kino (Lita Kino, que é a Sailor Júpiter), e Minako Aino (que é a Sailor Vênus) que, com a ajuda de dois gatinhos, Lua e Artemis, descobriram que eram guerreiras e que estavam destinadas a salvar a terra de forças malignas. Além de salvar a terra, elas tinham que descobrir o paradeiro da princesa da Lua e a história do passado de cada uma.

sailor-moon-capa-modo-meu

Sailor Moon era uma série com 200 episódios, e composta por cinco arcos separados, intitulados de Sailor Moon (com 46 episódios), Sailor Moon R (com 43 episódios), Sailor Moon S (com 38 episódios), Sailor Moon Super S (com 39 episódios) e Sailor Moon: Sailor Stars (com 34 episódios). Possuía elementos de fantasia, mitologia grega, astrologia e mitologia romana. E o tema central era amor e amizade, mas claro que era aquele amor meio que platônico e cheio de sentimentalismo que a juventude sempre tem, e podemos ver isso em todas as cenas de Serena e seu tão adorado, quase idolatrado Mamoru Chiba (Darien Chiba ou Tuxedo Mask), eles são amantes de outras vidas.

Aiai… Infância… Tempo tão bom, tempo em que eu “brigava” com meu irmão tentando colocar na cabecinha dele que Sailor Moon era tão bom quanto Shurato, Yu Yu Hakusho e Cavaleiros do Zodíaco, e eu achava que era mesmo. Ainda acho. E eu acho que posso dizer isso, pois assisti a todos esses animes com ele. Mas tudo isso é passado… Será?!

sailor-moon-crystal

Não, não pessoas… No dia 5 de julho desse ano a Toei Animation lançou Sailor Moon Crystal, nesse novo arco a gente tem a história contada em Sailor Moon e em Sailor Moon R, só que de um jeito diferente. Sabe aquela história de algo estar igual, mas diferente?! Pois é, com a melhora da tecnologia, principalmente na área de animação, o anime não ficou só no 2D e o design dos personagens e de todo o ambiente foram melhorados também. Mas a delicadeza, aquele toque feminino e as paradinhas cheias de olhares apaixonados e suspiros ainda estão lá. O que eu achei bem legal é que essa produção é exclusiva para a internet, e o anime contará com 26 episódios e que eles irão sendo liberados sempre nos primeiros e terceiros sábados do mês e sempre às sete horas da manhã. Para acompanhar basta acessar no Crunchyroll e ser feliz, ou esperar pra assistir no Anitube e ser mais feliz ainda.

Mas se você, assim como eu, assistiu em 1992 e ainda tem a série fresquinha dentro da cabeça talvez estranhe um pouco, pois a música de abertura não é mais Moonlight Densetsu ou na versão brasileira A Lenda da Luz da Lua, e a abertura é outra, legal e fofinha, mas não é aquela que vimos quando crianças, mas ainda assim causa certa nostalgia.

E todo mundo andou fazendo uma comparação entre Sailor Moon e Sailor Moon Crystal, mas acho isso uma bobagem. Logo abaixo colocarei a abertura de quando assistia ainda criança, e da abertura atual, mas com a música de abertura A Lenda da Luz da Lua… E depois o áudio da música da abertura nova, que o nome é Moon Pride. Não julguem, só vejam e escutem… Ambas são boas. Ah, e assistam, pois é um anime bom tanto para quem já conhece quanto para quem nunca ouviu falar.