Modo Meu

Liberal Arts – E os adultos que somos

08/01/2013 - Categoria: Filmes - Autor(a): Mauany Alencar

liberal_arts_poster

“Ninguém se sente um adulto. Esse é o segredo  sujo do mundo”.

Essa foi a frase que mais me marcou em Liberal Arts, um filme escrito, dirigido e estrelado por Josh Radnor AKA Ted Mosby de How I Met Your Mother. E deve ter qualquer coisa de autobiográfico, já que ele escolheu a universidade onde ele mesmo estudou como locação.

É nesse clima de volta a universidade que  a história é contada. Jesse Fisher, é  convidado para voltar a sua antiga instituição de ensino por um final de semana, onde ele  constata que as coisas continuam parecidas com que eram quando ele estava lá. Jovens entre 18 e 22 anos tendo suas experiências pessoais e acadêmicas, onde tudo é permitido, aceitável e até admirável. Os melhores anos da vida, provavelmente.  E então quando ele conhece Zibby, uma encantadora aluna do segundo ano com quem ele passa a se corresponder e acaba se envolvendo romanticamente.

Mas como eu ia dizendo antes, o filme fala muito sobre o que é ser adulto afinal. E são nesses diálogos que ele tem ao decorrer da história, e mesmo os contraste encontrados pelo choque de gerações de se envolver com alguém 16 anos mais jovem,  que ele vai descobrindo muito sobre ele mesmo e nós, juntos, vamos refletindo sobre o que é crescer.

liberal arts

O  filme é uma mistura de drama e comédia romântica, mas sem ser exagerado.  Ainda  explora questões, que vão além de finalmente sair dos 19 anos, com outros personagens, que embora não tenham tanto destaque, também tem personalidades e histórias bastante encantadoras.  E o elenco é um charme a mais na narrativa.


Posts relacionados