Modo Meu

Categoria: Séries

03/05/2012 - Categoria: Séries - Autor(a): Mariana Fernandes

Nos tempos em que a publicidade está cada vez mais cheia de regras e preconceitos por parte dos consumidores, eis que surge Mad Men, uma série que aborda a publicidade dos anos 60.

Protagonizada por Don Draper, um diretor de criação famoso e ganhador de vários prêmios, a serie aborda como a publicidade agia nessa época e as diferenças da sociedade americana.

Criada por  Matthew Weiner, a série aborda os principais segmentos do clientes e os foco de suas campanhas, que na época eram: tabagismo, alcoolismo, sexismo, feminismo, adultério, homofobia, racismo e anti-semitismo, o que hoje não são os seguimentos mais proibidos, por trazer influência negativa ao consumidor.

Não precisa nem comentar que essa série é algo mais obrigatória para os alunos de publicidade, pois mostra a visão das agências nessa época, sem falar que o visual é simplesmente perfeito para a galera que adora um “vintage”.

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.


26/04/2012 - Categoria: Séries - Autor(a): Mariana Fernandes

O que dizer sobre uma das séries mais amadas por todos?! Acredito que House só perde para Friends por que enfim, são temas diferentes e temos que respeitar os mais velhos, já que a série durou dez temporadas, enquanto House ainda está na oitava, e é bem mais novo.

Comecei a assistir a série com um certo medo, pois tinha certeza que ia ser ótimo, afinal House é uma sucesso, mas o problema é a minha enorme fraqueza com sangue que me priva de assistir muita coisa boa. Mesmo assim enfrentei e comecei a assistir, com as mãos nos olhos, claro, mas o impressionante é que aquele medo todo foi passando e agora na terceira temporada, nem ligo mais e acabo assistindo quase tudo ( claro que isso não se inclui para todos os filmes, mas essa fobia aos poucos está sumindo).

Acredito que tudo que eu tente falar aqui sobre a série acabe se tornando irrelevante para os fãs ou spoiler para os novos viciados, mas já adianto as curiosidades que andei lendo por aí. House é um série super influenciada pelas histórias de Sherlock Homes e se você parar para prestar atenção tem muita coisa parecida entre os dois personagens e muito “easter egg” entre as séries e as histórias.

Para não ficar contando características óbvias como dizer que o House é famoso pelo seu sarcasmo, e é isso que faz muita gente amar o “anti-herói”, indico a série que infelizmente acabou esse ano, por vários motivos, nos quais um deles é que o contrato do ator Hugh Laurie era de apenas 8 anos e outro seria sua vontade de voltar a atuar em filmes e dirigir episódios de seriados. Mas é melhor acabar no auge do que esperar virar um fracasso. Espero que gostem e aconselho que não façam a besteira de entrar na Wikipédia para saber mais sobre a série, que nem eu, pois lá tem muito spoiler e acaba tirando a graça de certas coisas.

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.


09/04/2012 - Categoria: Séries - Autor(a): Dyego Cruz

Começou há duas semanas atrás a Segunda Temporada de Game of Thrones, uma série que está fazendo muito sucesso na TV e na internet e que foi baseada nos livros de A Song of Ice and Fire (As Crônicas de Gelo e Fogo), escritos por George Raymond Richard Martin, ou somente George R. R. Martin.

A série que foi batizada como Game of Thrones, título do primeiro livro devido ao seu sucesso, tem como cenário principal os Sete Reinos de Westeros, uma terra onde “verões duram décadas e os invernos uma vida inteira”.

A história gira em torno dos reis, herdeiros e bastardos lutando violentamente pelo Trono de Ferro de Westeros, enquanto o inverno se aproxima e ninguém está se preocupando com o que está acontecendo além das Muralhas do Norte, nas terras desconhecidas onde ameaças muito piores estão para surgir.

A série é realmente muito boa, mas agora vou dar algumas dicas sobre a série e de como assistir para melhor conforto, não constrangimento e em alguns casos traumatização de algumas pessoas.

Primeiro de tudo, nunca, JAMAIS assista com seus pais ou em família, não só pelo fato de ter “peitinho”, mas principalmente por outras cenas bastante “calientes” que sempre são constrangedoras de assistir com sua família.

Segundo, não é recomendado deixar que crianças assistam, pois diferente do Senhor dos Anéis, a série retrata a total e real bárbarie e maldade que existe no ser humano, é mais ou menos como mostrar a idade média como realmente foi(e ainda de forma leve), e também pelo fato das cenas “calientes” já mencionadas.

Pois bem, seguindo essas dicas acredito que vai dar tudo certo, espero que gostem da séria tanto quanto eu.

Abraço a todos e aproveitem aí dois trailers.

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato pro e-mail.


02/01/2012 - Categoria: Séries - Autor(a): Mariana Fernandes

Para começar o anos com o pé direito e lembrando que tem muita gente de férias sem fazer nada na da em casa, eu lhes apresento New Girl.

Quem achou que apresentar um seriado que saiu a meses e tudo mundo já falou sobre ele, você está completamente enganado, pois o que vou fazer é uma critica com base nos episódios que já saíram e dizer o que achei tentando não dar spoiler. Vamos lá!

Como o  previsto, New Girl á aquele típico seriado americano com 90% do público feminino onde todos são felizes e com certeza a garota irá se apaixonar por um dos 3 caras e magicamente tudo irá dar certo no final. – Isso é o que Nietzsche provavelmente diria – eu não concordo.

Admito que a história é repetitiva e com esses 9 episódios que saíram já dá para ter uma ideia de como vai ser o final, que vai se apaixonar por quem e por ai vai, mas mesmo assim eu amei, não posso evitar.

Zooey Deschanel interpreta a a protagonista Jess que é traída pelo namorado e por isso sai de casa a procura de um lugar para morar, nessa procura encontra um apartamento com três “machões” que inicialmente não gostam da ideia de morar com ela, mas sedem só porque ela é amiga de uma modelo bonitona. Ok! Mas o divertido da história é como os três por mais durões que tentem ser, fazem tudo pela Jess por mais malucas que sejam as suas idéias, acabando os episódios com os três fazendo alguma maluquice só para ela sorrir. 

Conclusão, New Girl é uma ótima série e tenho certeza que vai ter muita gente concordando comigo, então aproveita essas férias para dá muita gargalhada, pois o divertido é como a história prossegue e não as conclusões que você tem nos primeiros episódios.

  Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.


20/09/2011 - Categoria: Eventos - Autor(a): Raquel Campos

No domimgo, 18 de Setembro, aconteceu a 63ª edição do Emmy, maior premiação da Tv americana. A premiação foi apresentada pela atriz Jane Lynch, estrela da série musical Glee, que soube descontrair a plateia muito bem! Na abertura do evento, Jane passa por diversas séries como “Mad Men” e “The Big Bang Theory”.

A série de comédia “Modern Family”, brilhou mais uma vez, sendo a maior vencedora da noite, com os prêmios de melhor atriz de comédia, melhor ator coadjuvante de comédia, e o mais importante da noite o de melhor série.

Um dos maiores destaques da festa foi Charlie Sheen, quando foi apresentar o prêmio de melhor ator de comédia, o sempre polêmico ator desejou o melhor para a nova temporada de “Two and a Half Men”, que tem Ashton Kutcher em seu lugar.

A querida “Mad Men” segue como preferida na categoria Drama, a série levou o prêmio de melhor série de drama pelo quarto ano consecutivo!

As produções “Boardwalk empire” e a minissérie “Downton Abbey” somaram o maior número de prêmios na apuração total nos quais se incluem as categorias técnicas, oito no primeiro caso e seis no segundo.

Destaque também para a atriz britânica Kate Winslet, que estava emocionada ao ganhar o prêmio de melhor atriz em minissérie ou filme para Tv.

Se você não pôde assistir a premiação, confira abaixo a lista dos vencedores.

Melhor atriz coadjuvante de comédia: Julie Bowen (Modern Family)

Melhor ator coadjuvante de comédia: Ty Burrel (Modern Family)

Melhor direção de comédia: Michael Spiller (Modern Family)

Melhor roteiro de comédia: Jeffrey Richman e Steve Levitan (Modern Family)

Melhor ator de comédia: Jim Parsons (The Big Bang Theory)

Melhor atriz de comédia: Melissa McCarthy (Mike & Molly)

Melhor reality show: The Amazing Race

Melhor roteiro de programa de variedades, musical ou comédia: The Daily Show

Melhor direção de programa de variedades, musical ou comédia: Don Roy King (Saturday Night Live)

Melhor programa de variedades, musical ou comédia: The Daily Show

Melhor roteiro de drama: Friday Night Lights

Melhor atriz coadjuvante de drama: Margo Martindale (Justified)

Melhor direção de drama: Martin Scorsese (Boardwalk Empire)

Melhor ator coadjuvante de série dramática: Peter Dinklage (Game of Thrones)

Melhor atriz de drama: Julianna Marguiles (The Good Wife)

Melhor ator de drama: Kyle Chandler (Friday Night Lights)

Melhor roteiro de minissérie, filme ou especial de drama para TV: Downtown Abbey

Melhor atriz coadjuvante em minissérie, série ou filme de TV: Maggie Smith (Downtown Abbey)

Melhor ator em minissérie, série ou filme de TV: Barry Pepper (The Kennedys)

Melhor direção de minissérie, filme ou especial de drama: Brian Percival (Downtown Abbey)

Melhor ator coadjuvante em minissérie ou filme de TV: Guy Pearce (Mildred Pierce)

Melhor atriz em minissérie ou filme para TV: Kate Winslet (Mildred Pierce)

Melhor minissérie ou filme para TV: (Downtown Abbey)

Melhor drama: Mad Men

Melhor comédia: Modern Family

Imagens: Reprodução

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.