Modo Meu

Mega Man, o enlatado favorito

26/09/2012 - Categoria: Console - Autor(a): Dyego Cruz

Megaman no Modo Meu

Conhecida como uma das franquias mais produtivas da Capcom e iniciada em 1987 com um jogo produzido pela Nintendo, Mega Man (Rockman no Japão) possui várias séries e subséries divididas em diversos títulos e animações muito queridos no mundo inteiro.

megaman modo meu 05

A história original teve início quando os dois gênios da robótica, Dr. Light e Dr. Wily criam uma nova geração de robôs mais avançadas do que qualquer outra existente. Mas como sempre, alguém tem que fazer a coisa errada. Dr. Wily rouba os projeto e faz planos para dominar o mundo com os os robôs sob seu comando.

Após esse desfecho, o Dr. Light cria Rock, que sempre consegue atrapalhar os planos malignos do Dr. Wily (o primeiro inimigo) e restaurar a paz.

Megaman X Modo Meu 01

A segunda geração é a minha favorita, que é da série Mega Man X. Um robô fodástico criado pelo Dr. Light, que além de poder desrespeitar as 3 leis da robótica, possuía uma tecnologia tão avançada, que mesmo um século após o seu armazenamento devido ao medo do seu criador, sua tecnologia continuava de ponta, o que o ajudou a derrotar o inimigo da vez, o chamado Sigma e toda a nova geração de robôs chamados Reploids.

megaman modo meu 04

Existem outras histórias e personagens muito queridos como o lendário Zero e Rush (o robô cachorro de Mega Man). A série animada de Mega Man é muito legal, principalmente quando tem a emocionante aparição de Mega Man X.

MegaMan Modo Meu 02

Enfim, se você gosta de Mega Man e achou que faltou alguma (muita) coisa, fala aí nos comentérios pra gente interagir.

P.S: para você que não conhece, seguem as 3 leis da robótica segundo Isaac Asimov.

1ª Lei: Um robô não pode ferir um ser humano ou, por omissão, permitir que um ser humano sofra algum mal.
2ª Lei: Um robô deve obedecer as ordens que lhe sejam dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei.
3ª Lei: Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira e/ou a Segunda Lei.

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.


Posts relacionados