Modo Meu

O intrigante livro de Maitê Proença: “É duro ser cabra na Etiópia”

01/07/2013 - Categoria: Livro - Autor(a): Mariana Fernandes

É duro ser cabra na EtiópiaVoltando a escrever no Modo Meu e saindo da prisão do meu quarto em período  de final de semestre, passei o olhar nos livros em destaque nas livrarias e eis que me surge esta capa rosa pantone (que me deixa louca de amores) com um avestruz na capa e um título meio incoerente para o que eu estava vendo.

É duro ser uma cabra na Etiópia, é um livro colaborativo da autora e atriz, Maitê Proença, desenvolvido a partir da criação de um blog com objetivo que reunir textos bem humorados de pessoas dispostas a participar do projeto, que como diz no próprio site, possui tema livre.

Projeto gráfico de "É duro ser uma cabra na Etiópia"O livro de Maitê, além de possuir seus próprios textos e de anônimos, conta com histórias de grandes nomes como: Clarice Niskier, José Eduardo Agualusa, Eduardo Wotzik, Mario Prata, Lúcia Veríssimo e Carlos Heitor Cony, que se propuseram a fazer parte do projeto por gostar a ideia e da liberdade criativa, deixando a obra mais rica.

É duro ser uma cabra na Etiópia - Projeto GráficoObservando todos os pontos positivos, pois até agora não encontrei nada que pudesse me desinteressar, chegou a vez dos designers de plantão pirarem bonito, pois o projeto gráfico do chega a ser uma obra de arte a parte, como o uso bem elaborados dos pantones rosa e azul o projeto não segue um padrão, o que se pararmos para pensar é a proposta inicial do livro, uma interação perfeita das histórias com o projeto gráfico.

Quem acabou de sair de férias é ainda não tem o livro certo para ler, “É duro ser uma cabra na Etiópia” é uma ótima aquisição tanto literária quanto de referência gráfica.


Posts relacionados