Modo Meu

catarseTag:

04/03/2015 - Categoria: HQ - Autor(a): Dyego Cruz

post-quadrinhos-rafael-koff-capa

Há algum tempo atrás comentamos aqui no blog num post chamado Lendo bons projetos independentes sobre o quadrinho Cueca por cima das calças, que na época estava com uma campanha no Catarse para ser financiado.

Mas além do “Cueca”, seu autor Rafael Koff ainda possui outros trabalhos e que com certeza você também vai querer dar uma lidazinha básica.

Um deles é o “Blue“, que reúne várias tirinhas com um certo humor duvidoso e em alguns casos meio depressivo, o que leva a pensar que o autor não estava nos seus melhores dias quando resolveu escrever as historinhas do quadrinho, mas que em vários momentos você acaba se identificando com alguns acontecimentos.

post-quadrinho-blue-rafael-koff.JPG

O outro trabalho é algo que pode parecer meio estranho, mas sabe aquelas dúvidas meio absurdas que ocorrem na nossa cabeça e muitas vezes temos vergonha até de admitir que tivemos esse pensamento? “Dúvidas Cruéis de um Idiota” é um quadrinho perfeito para quem vive tendo dúvidas mirabolantes, li cada coisa que fiquei mega feliz por saber que não sou só eu quem tem dúvidas idiotas hehe.

post-quadrinho-dúvidas-crueis-de-um-idiota-rafael-koff.JPG

Enfim, deixo essa dica para quem gosta de apreciar quadrinhos nacionais e deixo aqui o link para o site do Rafael, onde você pode ver mais e acompanhar o que de novo ele está fazendo.


04/11/2013 - Categoria: Followed - Autor(a): Mariana Fernandes

Trilha sonora - O Bardo e o Banjo - Followed

Acabando de fazer um post para o meu blog, parei para pensar desde quando passei a gostar de música. Quando eu ouvia o Rock das Aranhas pulando na sala ou quando o meu pai me colocava pra dormir com Elton John, Raul Seixas, Elvis, Kiss e assim vai o repleto repertório nada infantil. Mas uma certeza que eu tenho é que foi ele, o meu pai que me ensinou a gostar de música, por mais que hoje ele coloque uns bregas sem gostar só pra me irritar, a nossa relação é assim, gostamos de muita coisa juntos, mas ele não admite pra não ficar meloso. 

Bem, voltando ao assunto música e minha ligação a ela, não sei qual foi a primeira vez que ouvi folk na vida, pois deve ter sido em mais uma noite que o meu pai me colocava pra dormir, mas de dois sons eu nunca esqueço, o banjo e a gaita, meus dois instrumentos prediletos os quais não sei tocar, mas juro um dia aprender. Enfim, o folk me encanta.

Falar de internet é falar de tecnologia, mas sempre quando falam sobre esses assuntos logo começa aquela música eletrônica chata (desculpe quem gosta) sem sentido que pra mim acaba contudo o que era bom. Não quero algo assim, quero algo mais emotivo, algo que contrapõe esse excesso de tecnologia e traga vida ao assunto que eu quero tratar. Afinal, na minha cabeça pelo menos essas pessoas fizeram de um tudo, ou não, para fazer o que gostam e para mim uma música eletrônica não representa isso.

Por que não um folk? Massa! Mas como? Correr atrás daqueles sites de músicas gratuitas, já que a grana acabou faz tempo?! Hummmm, não sei, queria algo mas não sei.

Olhando referências visuais, eis que encontro O Bardo e o Banjo uma banda de rua que toca folk pelas esquinas de São Paulo. Cara, eles são muito bons, acha que vai ser fácil assim?! Chego lá e digo: “Ei cara, tua banda é massa, vocês não querem fazer parte da trilha do meu projeto, o Followed?” Não, não rola.

O tempo passa e semana passada eu os vejo com um projeto no Catarse, na busca de fazer um novo álbum. “Ah, cara que saber! Eu gosto deles pra caramba, gosto da iniciativa de pedir ajuda, eu vou ajudar e tem mais eu vou falar como eles, afinal, um não eu já tenho.”

Bem, depois de toda essa minha história de vida e tal eu só tenho a dizer que a resposta foi um lindo e sonoro SIM. O Followed agora tem trilha sonora meu povo. E das boas!!!!!!

Quem quiser saber sobre o projeto dos meninos, olha o link: http://catarse.me/pt/obardoeobanjo_homepath

Eu também comentei isso no meu blog o Modo Meu: http://modomeu.com/musica/o-bardo-e-o-banjo-conheca-e-ajude


04/11/2013 - Categoria: Música - Autor(a): Mariana Fernandes

MT_0083-581x326Já viu uma banda largar os microfone e tudo que é eletrônico no objetivo de estar mais perto do seu público? Essa é a proposta da bandaO Bardo e o Banjo, uma banda de folk e blues classic, composta pelo trio: Marcos, Wagner e Antônio, que tocam pelas ruas de São Paulo realizando o sonho de fazer o que gostam.

Conheci “O Bardo e o Banjo” a alguns meses pelo canal Continue Curioso, que tem objetivo de apresentar a mudança de vida das pessoas e a satisfação de fazer o que gostam, enfim, a banda me chamou atenção pela paixão que eles tem de estar perto do seu público, mostrando o que realmente gostam de fazer, além do estilo irresistível da música folk (música folclórica norte americana), que para mim não dá para explicar com exatidão a beleza que é o som desses instrumentos juntos.

Semana passada procurando novidades sobre a banda, eis que encontro o Projeto Homepath, que é o novo CD da banda, lançado para financiamento no Catarse (já comentamos o que é tanto em post quanto em podcast) e logo decidi ajudar da forma que eu posso, colaborando e criando esse post para apresentar quão bom são esses caras.

Bem, quem conhece o Modo Meu sabe a ligação que temos com a música e a vontade que a maioria tem de ajudar bons projetos, a ponto de fazermos podcast, posts e assim vai a infinidade de coisas que tentamos fazer. Pra quem escutou o último podcast sabe que eu estou com um novo projeto chamado Followed, um documentário que falará de web celebrities e para a minha alegria e cara de pau de dar a cara a tapa, “O Bardo e o Banjo” topou fazer parte da trilha sonora sem mesmo saber que eu já tinha ajudado no projeto, por isso peço que escutem as músicas, vão lá no Catarse e vejam o que os caras tem a dizer.

Conheça o primeiro CD: Synergy

Novo CD: Homepath

Curta as músicas:


13/05/2013 - Categoria: Internet - Autor(a): Mariana Fernandes

catarse-meCom pouco mais de 2 anos de existência, o site Catarse se tornou a plataforma de crowdfunding mais conhecida do país. Mas afinal, o que é esse negócio de crowdfunding, é de comer, fazer café pra mim ou tem videozinhos do Porta do Fundos para eu assistir?

Para quem não ouviu o 513 podcast #007, que fala sobre projetos independentes, crowdfunding é uma ferramenta criada para colaboração de projetos independentes, ajudando financeiramente esses projetos a sairem do papel.

Captura de tela 2013-05-13 às 13.22.48Mas como faz isso, tia? Bem, no caso do Catarse, é preciso mandar os seu projeto para avaliação, não importando o tema e assunto abordado, só basta que seja coerente, que a equipe do site o avaliará, ajudando com melhorias para que o projeto seja bem sucedido, como as opções de vantagens para os que colaboraram, o texto explicativo, o vídeo entre outros.

Para o Catarse é tudo ou nada. Quando o projeto é lançado possui um período de colaboração, com e termino desse tempo se o projeto não tiver atingido a meta, o dinheiro volta para o colaborador.

Bem sucedidos do CatarseAos interessados a conhecer os bem sucedidos que já participaram do Catarse, o site expõe esses projetos com outros que ainda não chegaram ao final, além de possuir uma classificação para esse tema, afim de divulgar os projetos que deram certo e estimular outras pessoas a acreditarem e seu projetos.

Ferramentas assim é que me fazem acreditar que impossível, é apenas uma palavra e que ainda existe muita gente que gosta de ajudar e pode se identificar com o seu projeto. Então fica a dica para os empreendedores de plantão


20/04/2013 - Categoria: 513 Podcast - Autor(a): Dyego Cruz

513 podcast 07 Projeto Independente-12

No episódio de hoje, os batalhadores pela independência do 513Mariana Fernandes, Dyego Cruz e os convidados Thinna Viana e Carlos Tourinho falam sobre projetos independentes e como é difícil seguir esse caminho sem patrão e de liberdade.

Créditos:

  • Capa: Mariana Fernandes
  • Trilha Original: Pedro de Farias 
  • Edição: Dyego Cruz

Resultado da Promoção Filhos do Fim do Mundo

Primeiramente agradecemos a todos que participaram e que tiveram a paciência de esperar o resultado, mas se você quiser saber quem foi o grande vencedor e que vai receber feliz o livro Filhos do Fim do Mundo no conforto de sua casa é só escutar a leitura de e-mails desse podcast que nós divulgamos o vencedor e em breve entraremos em contato com ele. ;)

Comentados no programa

Olha o FEED!

Siga a gente no twitter!

Aproveita e curte nossa fan page no facebook ;)

E-mails e comentários

  • Aproveita que dessa vez a gente pediu e mande e-mail para contato@modomeu.com ou escreva nos comentários dizendo o que achou do podcast e se você prefere que a leitura de e-mails seja no início ou no final do programa.