Modo Meu

final fantasyTag:

13/03/2015 - Categoria: Console - Autor(a): Dyego Cruz

chronotrigger-artwork-capa

Para dar continuidade aos posts de games clássicos, hoje a dica é de um RPG que vai fazer você que gosta do estilo pirar, e se gosta do estilo que é usado em Final Fantasy, vai gostar mais ainda.

Completando aniversário de 20 anos (muito né?) do seu lançamento que aconteceu em 11 de março de 1995, hoje o jogo clássico da vez é um dos queridinhos de muita gente por aí.

Chrono-Trigger-characters

Mas deixando a enrolação um pouco de lado, vamos lá para Chrono Trigger. Desenvolvido pela famosa Square, teve como exigência antes mesmo de ser iniciado, que fosse algo que revolucionasse na época, e para isso foram chamados os profissionais que qualquer um gostaria de ter no seu time para fazer um jogo, o The Dream Team (equipe dos sonhos), composta por Hironobu Sakaguchi (Final Fantasy), Yuji Horii(Dragon Quest), Akira Toriyama (criador do mangá de Dragon Ball), Kazuhiko Aoki, Nobuo Uematsu (músico de Final Fantasy).

Com o estilo clássico de RPG em turnos (meio esquecido atualmente), Chrono Trigger é repleto de aventuras e tantas viagens no tempo através de portais, que Crono e seus amigos sempre abrem sem querer e estão sempre tentando salvar a o mundo da destruição, que dão até nós na cabeça.

chrono-trigger-battle

Cheio de missões que vão te dar muitas horas de diversão, o jogo realmente foi o que mais revolucionou nos quesitos de jogabilidade, qualidade de gráficos que exigiam muito do console SNES, uma trilha sonora tão magnífica que foi considerada uma obra prima (ela é realmente muito boa).

E com tantas viagens no tempo, mesmo em um mundo “um pouquinho” diferente do nosso, além de todas as missões, o jogo também é cheio de referências a lendas, mitologias e história em geral.

chrono-trigger-world-map_1280x720

Se tiver ficado curioso ou se já conhecia e só quer matar a saudade, além de emulador é possível jogá-lo no PS1 (se alguém ainda tiver hehe) ou então no Nintendo DS, nas duas versões a qualidade é exatamente a mesma do jogo original, com pouquíssimas alterações no áudio, mas que continua com a qualidade ótima.

Espero que tenha gostado e se tiver algo para falar ou para sugerir, deixa aí nos comentários, pois semana que vem tem mais jogo clássico para relembrar.


14/02/2012 - Categoria: Console - Autor(a): Dyego Cruz

E aí pessoal beleza?

Calma que isso não é nenhuma invasão hacker ou guerra de meninos e meninas, mas é que fui convidado pela Mary a contribuir aqui no blog sobre assuntos aleatórios, tipo games, tecnologias, filmes e por aí vai… Espero que gostem, critiquem, divulguem e comentem o que acharam dos posts.

Como vocês podem ver pela imagem do começo, vou começar a falar um pouco de Final Fantasy IX, é eu sei, esse jogo é antigo e tem até site dedicado pra ele, mas e daí? Eu gosto dele e jogo no PS3  mesmo assim =)

Quando conheci esse jogo, fiquei tão louco pelos seus gráficos, trilha sonora, história, whatever, que comecei a jogar na casa de um amigo na versão japonesa, comprei memory card mesmo sem ter o console, ia pra locadora e tudo mais. Cheguei bem perto do fim nessa versão, mas só consegui mesmo terminar pela primeira vez quando comprei a versão americana e a jogar no computador no antigo EmuRayden.

Sempre ficava e ainda fico louco só de lembrar de todos os segredos que consegui descobrir e que ainda posso chegar a descobrir nessa aventura.

Agora depois de muito tempo(uns 6 anos no mínimo), após estar na posse de um PS3, redescobri o FF9 na PSN e não demorou muito para que eu gastasse R$ 21,00 e ter vários sentimentos de nostalgia com esse magnífico e apaixonante jogo (exagerado) e sua trilha sonora show.

Se você é um viciado(a) nesse jogo que nem eu, ainda é possível jogá-lo com emuladores no seu computador/notebook/macbook/whatever, no PS3 como falei antes ou se você ainda possuir um, no clássico Playstation.

Fiquem aí com algumas imagens e vídeos para ver um pouco deste maravilhoso (exagerado) jogo.

 Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.