Modo Meu

gantzTag:

23/08/2012 - Categoria: Animes - Autor(a): Caio Túlio Costa

Um jogo violento, competitivo e sanguinário. Essas são apenas algumas das características que podem definir o vasto universo de Gantz, uma série de anime e mangá intrigante e cativante. Criado por Hiroya Oku, os quadrinhos são publicados desde 2000 e até então continuam sendo sucesso no oriente e ocidente com seus mais de 365 capítulos compilados em 34 volumes (atualmente).

Sua premissa é desafiadora e simples. Gantz é uma bola preta misteriosa que reside em uma sala e escolhe vítimas no momento de sua morte, concedendo-lhes uma nova chance de retornar. Ao voltar à vida, os escolhidos terão que se submeter a caçadas. Missões de captura, assassinato e sobrevivência com seres estranhos que estão além da compreensão humana. Beirando o estilo nonsense, os participantes contam com um grande arsenal bélico a disposição e tem que acumular pontos de acordo com o objetivo das provas. Essa pontuação pode ser trocada por novos armamentos, reviver um aliado morto ou comprar a própria liberdade. Após a missão, os sobreviventes podem retornar para suas vidas normais e então só serão chamados por Gantz na próxima prova.

Gantz no Modo Meu2

Os desafios criam um clima de tensão por conta do inesperado. Um limite de tempo em que a missão deve ser realizada antes de todos morrerem é estabelecido, forçando a mobilidade de todos. Os participantes sempre são teleportados para o lugar da missão, que conta com um perímetro delimitado por Gantz e que se for ultrapassado causa morte imediata. O terror e suspense misturado com uma dose de erotismo e conflitos psicológicos dá a Gantz uma fórmula no mínimo interessante de se acompanhar.

O protagonista da série é Kei Kurono, um estudante que morre atropelado por um metrô ao tentar ajudar um mendigo alcoolizado que caiu nos trilhos. Alguns segundos após a morte, Kei é levado à sala de Gantz e então é apresentado à mecânica das missões. Desde então passamos a acompanhar o seu cotidiano.

Gantz no Modo Meu3

Em 2004, Gantz ganhou sua adaptação animada pelo estúdio GONZO (Vandread). Baseada nos primeiros capítulos do mangá, a série conta com 26 episódios divididos em duas temporadas e teve grande audiência na emissora Fuji Television. No Brasil, o mangá é publicado pela Panini Mangás e o anime foi exibido no canal pago Animax, onde a censura fez sua parte e cortou muitas cenas.

Para um pouco da adaptação, confira a chamada com uma breve apresentação de Gantz no Animax (+18):

Já em 2010 e 2011, Gantz deu as caras nas telonas japonesas. Seus longas em Live Action foram dirigidos por Shinsuke Sato (Desert Punk) e fizeram grande sucesso no oriente.

Confiram o trailer do longa metragem:

Atualmente, o lançamento de novos capítulos do mangá ocorre de forma irregular. Mesmo assim, isso não causa nenhum desapontamento nos fãs, pelo contrário. Os mesmos respeitam e aceitam que sua autora demore o tempo necessário para desenrolar e dar continuidade à trama. Essa relação é muito rara no ramo dos mangás e só comprova como Gantz é inovador e original.

Gantz no Modo Meu4

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.