Modo Meu

infanto-juvenilTag:

12/01/2016 - Categoria: HQ - Autor(a): Mariana Fernandes

Academia Jedi_Modo Meu_Capa

Janeiro mal começou, mas pelo visto as férias da garotada está no fim. O que me surpreende pois na minha época (~a idosa falando~) as aulas só começavam em fevereiro ou na última semana de janeiro, o que deixava a criançada indignada. Mas por que eu tô falando disso mesmo? Ah é, o livro que venho resenhar hoje tem tudo haver com esse tema, que é o primeiro volume de “Academia Jedi“.

O quadrinho infanto-juvenil de Jeffrey Brown, o mesmo autor de Darth Vader e Filho” e “A Princesinha de Vader, quais já fiz post aqui no blog, conta a história do garoto Roan Novachez, que acabou de terminar o primário e enfim vai realizar o sonho de seguir o caminho da família cursando a Academia de Pilotos, e assim como seu irmão mais velho e seu pai, tornar-se um piloto estelar. Mas problemas aconteceram nesse percurso e o garoto não foi a aprovado ma desejada Academia de Pilotos, só tendo como opção a Academia de Agricultura de Tatooine. Porém a história não começa por aí, já que do nada o garoto recebe um convite do próprio mestre Yoda para estudar na Academia Jedi, agora sim começa a história!

Academia Jedi_Modo Meu_Interno

Sem muitas opções já que de acordo com o próprio Roan, ele seria uma fracasso em agricultura, o menino se vê obrigado a enfrentar um mundo novo, qual ele não faz ideia como é. Afinal, os outros alunos da academia começaram bem mais cedo e a essa altura já sabem usar a força.

Com 174 páginas (incluindo o início do segundo livro), o quadrinho da Editora Aleph é um ótima leitura para crianças/adolescentes ou até jovens adultos, pois eu bem que me diverti lendo e relembrando coisas do colégio. É uma leitura rápida e o que mais pensei enquanto eu lia, é que seria uma ótima leitura para aquelas crianças que estão prestes a mudar de colégio, pois não sei se você lembra, mas isso é assustador para muita criança (pelo menos para mim era).

Academia Jedi_Modo Meu_Costas

Fica a dica para os pais querem influenciar a leitura e o universo Star Wars (que eu sei, hein), ou para aqueles fãs que consumem absolutamente tudo da franquia! :)

Star Wars – Academia Jedi no Submarino


03/03/2015 - Categoria: Ilustração - Autor(a): Mariana Fernandes

Vitor Martins_Modo Meu

Quando tive a ideia de falar sobre ilustradores que eu gostou e acredito serem acessíveis as nossas paredes, é porque eu queria conversar com alguém sobre uma série de ilustradores qual eu gostou muito, mas muito mesmo, e quem melhor do que os leitores do blog pra eu partilhar esses meus preciosos tesouros.

Vitor Martins é uma dessas pequenas joias que a gente mantém escondida até perceber que aquilo tem que ser compartilhado. Com 23 anos de idade, o ilustrador brasileiro de Nova Friburgo já possui uma boa trajetória de trabalho e uma ótima presença na internet, e sinceramente, é um dos meus prediletos.

Vitor Ilustra_Modo Meu

Conheci o Vitor por meio do meu querido Instagram (qual falei na leitura de e-mails do último podcast, que eu sou VI-CI-A-DA), pois tenho uma mania de seguir perfis bem visuais, tipo de fotógrafos, decoradores, modelos e ilustradores. No meio dessas andanças pelo app eis que encontro o perfil dele, qual me identifiquei muito.

Com um estilo bem puxado para o infanto-juvenil, o ilustrador mergulha nas cores e nos traços fofos, apresentando um trabalho simples e divertido. Suas artes são uma inspiração para mim, que de vez em quando volto a ilustrar levo esse tipo de traço como objetivo.

vitor martis_El cabriton

Agora você me pergunta: Mas onde estão os links para comprar as artes do Vitor Martins? Bem, infelizmente ele não possui uma lojinha ou uma conta no society6 para a nossa felicidade, mas devido a participação na 5ª edição do projeto “Baralho 54” da loja El Cabriton – que aliás acho incrível, pois cada carta é o trabalho de um artista diferente – dá para ter um pequeno trabalho do ilustrador. Sei que uma peça para comprar é muito pouco, mas vale muito a pena acompanhar a carreira do ilustrador, principalmente pelo Instagram, e quem sabe convencê-lo de disponibilizar mais peças para a compra.

Tenho que ressaltar que recentemente ele fez uma canal no Youtube, onde fala sobre literatura e ilustração, tendo alguns vídeos passo a passo. Pelos vídeos, percebo que ele realmente se assemelha com suas peças com o seu estilo fofo e engraçado de ser. Mais uma vez, recomendo que acompanhe não só os trabalhos, mas também a pessoa, que parece ser encantadora! ;P

Vitor ilustra a mão_Modo Meu