Modo Meu

progressivoTag:

05/07/2016 - Categoria: Música - Autor(a): Dyego Cruz

joe-satriani-1200x800px

Durante muito tempo ouvi e ainda ouço bastante música instrumental, principalmente quando se trata de guitarrista solo, e dessa vez não poderia deixar de compartilhar algo que me traz alegrias e nostalgias e que tanto serve para animar quanto para dar uma relaxada de vez em quando.

Passei muito tempo da vida tentando aprender a tocar guitarra, mas sempre ficava só naqueles velhos solos e riffs que nunca levavam a concluir uma melodia completa, e além de muitos outros artistas e bandas, Joe Satriani foi um dos músicos que o Pedro Farias me mostrou e que gostei pra caramba e que me inspirou e me inspira ainda hoje.

De início o nome dele pode até lhe parecer estranho, afinal nem todos são obrigados a conhecer este grande guitarrista, mas garanto como você alguma vez na vida já ouviu alguma de suas músicas em programas de carros, esportes radicais ou até mesmo no Passa ou Repassa do SBT (sim é isso mesmo que você acabou de ler).

Joe Satriani é um cara que tem um estilo difícil de classificar, afinal seu som já passou por rock, blues, progressivo, pop e por aí vai, chegando ele a definir seu próprio estilo musical como “Joe Satriani Music“. Outro ponto característico de Satriani é o uso do efeito wah wah, que é marcante em praticamente todas as suas músicas.

Os discos que mais gosto dele são os da década de 90, como por exemplo o The Extremist de 1992, que trás uma de suas músicas mais famosas e com certeza a minha favorita “Summer Song” (que tinha um sonho de aprender a tocar hehe), “The extemist” e para dar uma relaxada no meio de tanto rock temos também ótimas músicas como “Cryin’” e “Rubina’s Blue Sky Happiness“.

Outro disco que não poderia deixar de indicar é o Surfing With the Alien de 1999. Deste saíram inúmeras músicas das que comentei que são usadas a esmo como trilha sonora de programas de televisão, como a música “Surfing With The Alien” e principalmente a “Crushing Day“. Outras muito boas são “Satch Boogie” e para dar uma relaxada temos “Always With Me, Always With You“.

Claro que nem todo mundo curte música instrumental e adora ficar cantando, mas garanto a você que se der uma chance a música desse cara, logo vai estar cantarolando seus solos e riffs por aí. Vou deixar aqui por por último um dos sucessos do mais recente disco de Joe, Shockwave Supernova, só para que consiga sentir a diferença e o talento do cara que está na ativa desde 1978.


03/12/2013 - Categoria: Música - Autor(a): Pedro de Farias

Bosnian-Rainbows-capa-modo-meu

Quando no fim de 2012, o The Mars Volta anunciou o fim da banda, foi triste, foi trágico. Mas o ultimo disco deles já meio que anunciava que a química da banda estava desgastada.

Nessa época, a mente por trás da música do grupo, o guitarrista Omar Rodriguez Lopez já excursionava com seu projeto solo, que mais tarde viria se tornar o Bosnian Rainbows.

A banda lançou em 2013 seu primeiro álbum, auto-intitulado, e que segue um estilo parecido com o TMV, um rock progressivo modernoso, com um vocal feminino que lembra o que a PJ Harvey tem de melhor com uma pegada mais grave, e até sensual, e agora com uma carga mais pesada de instrumentos eletrônicos.

Bosnian Rainbows no Modomeu.com

A começar pela formação da banda, que não conta com um baixista, todos os quatro integrantes tocam teclado e revezam a função de baixo.

Ela é formada por:

  • Omar Rodríguez Lopez – Guitarra e teclado
  • Deantoni Parks (também ex-TMV) – Bateria e teclado
  • Terry Gender Bender – Vocal e teclado
  • Nicci Kasper – teclado
BosnianRainbows_121024_27

Falando sobre o disco

Este foi um dos meus 3 favoritos do ano! Músicas com a identidade de Omar, com letras filosóficas e sem medo de experimentalismos unidos à interpretação de Terry, chegaram a um denominador que leva à frente a fórmula, muitas vezes acusada de desgaste, do rock progressivo. Não moldado ao que é esperado pelo mainstream (aliás, esse sim, se não morrendo, está se deformando graças à internet e a facilidade de informação)

Os destaques vão para Eli, música de abertura do disco com “vibe” bem etérea, viajante, tipo o Ummagumma(disco) do Pink Floyd.

Turtle neck

The eye fell in love

Always on the run

Grande banda que 2013 trouxe!


01/02/2013 - Categoria: Música - Autor(a): Pedro de Farias

Homme QOTSA

Bem amigos do Modo Meu.

2013 promete muito no âmbito musical! Tem muita gente boa preparando disco novo! Vamos à lista:

Queens of the stone age

A banda principal de Josh Homme vem fazendo falta, nem o Them Crooked Vultures, projeto dele com Dave Grohl e John Paul Jones(baixista de um tal de Led Zeppelin) conseguiu empolgar.

Já se tem como certo o lançamento ainda esse ano do novo disco do QOTSA, bem como Dave Grohl tocando bateria nele! Além da participação também já confirmada de Mark Lanegan, vocalista que fazia parte da banda na época do disco classico “Song for the dead”. E

Ah, e o nome do álbum será Era Vulgaris.

Coheed and cambria

coheed-and-cambria-2012

A banda de rock progressivo e do vocalista do cabelo mais legal do mundo já solta notícias sobre o novo álbum há algum tempo. Já se sabe que ele será duplo e conceitual, como sempre. “The afterman” teve sua primeira parte chamada de “Ascension”, lançada em outubro passado e a segunda, “Descension”, já está em pré-pedido em lojas americanas, previsto para esse mês!

Conta uma historia que envolve temas futurísticos e linguagem quadrinística(os nerd pira). Além do rock progressivo com roupagem moderna que todo mundo gosta.

Bosnian Rainbows

Bosnian Rainbows

Com o fim já esperado há algum tempo e agora confirmado do The Mars Volta(=/), Omar Rodriguez Lopez, líder do grupo e um dos músicos mais geniais da geração atual, já prepara o lançamento do novo projeto, agora com um mulher no vocal, que dá sempre aquele toque de magica, como sabemos. Já vinham sendo divulgados vídeos no YouTube de apresentações, e o negocio já parecia bem bom! Semana passada lançaram oficialmente o primeiro single.

E dá pra perceber que a musica tem um apelo levemente mais rock n’ roll, mas não perde as características experimentais que fizeram a fama de Omar.

Aguardamos com boas expectativas.

Dream Theater e Fitz and the tamtrums

Provavelmente essa vai ser a última vez que você verá essas duas bandas associadas numa mesma notícia, só o Modo Meu te proporciona isso.

Mas acontece que a única certeza das duas bandas é que o disco sai esse ano. Os mestres do metal progressivo e a banda de Soul mais legal dos últimos tempos vêm divulgando fotos das sessões de gravação nas redes sociais (twitter, Facebook e Instagram) há pelo menos 3 meses. Então esse ano ainda se vai viajar e sofrer muito escutanto música boa.

Ainda se espera novidades de outros artistas como a Kimbra. Mas que não têm nada confirmado.

Tem algum que faltou e deveria estar nessa lista? Comente!