Modo Meu

SBTTag:

01/08/2016 - Categoria: Séries - Autor(a): Mariana Fernandes

TCDGIGI WB018

Que Girmore Girls está prevista para estrear uma nova temporada dia 25 de Novembro de 2016, todo mundo já sabe! Mas você já parou para assistir as temporadas passadas?

Se você é que nem eu e conheceu Gilmore Girls como “Tal Mãe, Tal Filha“, uma das séries que passava na maratona de séries do SBT, todo sábado, depois de séries como The O.C. – Um Estranho no Paraíso, Smallville, entre outras, e pretende ver o retorno de Lorelai Gilmore (Lauren Graham) e Rory Gilmore (Alexis Bledel), deve saber que fazer uma maratona das temporadas passadas é necessário, não é mesmo?

Partindo do pressuposto que o senhor amado e idolatrado Silvio Santos, não cumpria muito da linha do tempo da série, e nem tudo foi passado na tv aberta, é bom aproveitar que o Netflix já liberou as 7 temporadas com versão dublada, para os saudosistas, e legendadas para quem gosta de ver os áudios originais.

Mas vamos lá! Fui assistir, tanto para lembrar, quanto ver se passava naquele regra dos 15 anos, por mais que eu já soubesse que passava. O que posso dizer é que me surpreendi o quão atemporal os episódios são e quão divertido é ver a vida de Lorelai e Rory. Não sei você mas eu sou daquele tipo de pessoa que ama personagens sarcásticos, divertidos e que não deixa nenhuma pergunta boba passar impune, então ver as maravilhosas tiradas de mãe e filha quase me levam ao delírio, além dos personagens secundários serem muito bem trabalhados e cheios de particularidades que os fazem essenciais a história.

Lorelai Gilmore e Hory Gilmore

Vamos aos pontos que mais amo!

1 – Uma série que começou em 2000 e fala sobre feminismo de forma leve, um assunto que nunca deixou de ser falado, mas que atualmente está tão forte, que ainda nos traz aquela identificação com as personagens.

2Melissa Mccarthy que a algum tempo está bombando com os seus filmes bem humorados, qual particularmente eu não gostava muito, me fez reconsiderar ao lembrar da personagem Sookie, a chef de cozinha do hotel Independence Inn e melhor amiga de Lorelai.

3 – Lane Kim é aquela típica garota reprimida pelos pais, mas que consegue se safar de uma criação maluca e antiga, com compartimentos secretos em seu quarto que escondem revistas, livros e principalmente CDs que seus pais não aprovam. Porém não é aquela rebelde chata que todo adolescente é.

4 –  Os personagens/situações típicas de toda cidade pequena, a fofoqueira (a professora de dança), o “dono da cidade” (o dono do mercado), o cara maluco, o fato de todo mundo saber tudo da vida de todo mundo e todos se importarem com todos.

5 – Por fim, a quantidade absurda de episódios por temporada. Já percebeu que só a primeira temporada tem 21 episódios?

Enfim, por mais que eu esteja bem no começo da maratona, já posso dizer que Gilmore Girls é aquele tipo de série atemporal, fascinante e que vale muito a pena reassistir. :)


17/12/2014 - Categoria: Animação - Autor(a): Dyego Cruz

we_are_gargoyles_by_alexdeb-d3e5jhz

Mas o que são Gargoyles (Gárgulas)?

Antes de começar a falar sobre Disney e a série, acho que devo uma explicação sobre o que vem a ser essas coisas monstruosas que podem ser vistas em obras arquitetônicas bem antigas (principalmente idade média).

Inicialmente as Gárgulas foram criadas apenas para servirem como um tipo de calha dos telhados para evitar que a água da chuva respingasse na parede dos prédios e manchasse a pintura. Histórias também contam que elas eram colocadas no exterior de igrejas (tipo aquelas do Corcunda de Notredame) para mostrar que o demônio nunca dorme e está sempre de vigia, até mesmo nos lugares mais sagrados (sinistro né?).

tumblr_m1qbip3I6s1r0ro82o1_1280

A série

A série intitulada Os Gárgulas, criada por Greg Weisman e produzida por Greg Weisman e pelo próprio Greg, foi exibida originalmente da década de 90 nos Estados Unidos e se estendeu mais um pouco por aqui chegando a ser exibida pelo SBT até o início do ano 2000.

Desenvolvida para o público adulto e com um tom bem mais sombrio do que qualquer outra animação que a Disney tenha feito durante sua história (ou pelo menos que eu conheça), devido a esses fatos a série não teve tanto sucesso quando a maioria das coisas feitas na empresa de Walt, tanto que ela foi cancelada e após muita pressão dos fãs, ainda foram publicadas 11 edições de um quadrinho de mesmo nome (Gargoyles) pela Marvel Comics em 1995.

Agora vamos para o que interessa, o lado sombrio da série que comentei antes é relacionado não só ao fato de criaturas monstruosas com vida, mas também pelo drama mostrado, como traição, violência, preconceito, morte e outras coisas mais.

Focada mais na era medieval e se misturando com várias partes da história mundial, os gárgulas são criaturas que na luz do sol se transformam em pedra e que durante a noite ganham vida e protegem um castelo na escócia, mas que após uma traição, tem praticamente todo o seu clã destruído e ainda são vítimas de uma maldição.

A maldição lançada sobre eles que iriam dormir como pedras até que o castelo onde moravam fosse elevado as nuvens por sobre as nuvens, mas após mil anos, um cara muito rico chamado David Xanatos compra (isso mesmo, compra) o castelo com tudo que tinha dentro e lava para cima do seu arranha céu (meio estranho, mas estamos falando de Disney).

E a partir daí se inicia a história que vai sempre se passando no presente e também mostrando o passado dos gárgulas liderados por Golias.

Se você assim como eu não sabia nem a metade dessa história, aproveita que recentemente foram adicionados 11 episódios da série no netflix para conhecer ou então só matar a saudade mesmo.