Modo Meu

smartphoneTag:

30/10/2014 - Categoria: Livro - Autor(a): Mariana Fernandes

Vampiro_Andre Vianco_Modo MeuQuando pensamos em histórias de vampiros, logo lembramos de vestimentas vitorianas, fisionomia europeia, pele clara, charme e terror (claro que não estou pensando em nada que brilha), e é assim que o autor André Vianco começa a história “Vampiro – Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras”, com uma mistura de tradicionalismo e atualidade em uma noite de Halloween.

Lançado no mês de outubro, em parceira com a Editora Rocco, para comemorar o Halloween, o livro faz parte da coleção “Meus Queridos Monstros”, que possui o objetivo de apresentar personagens clássicos a crianças.

Capa_Vampiro - Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras

Detahe_Vampiro - Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras

“Vampiro – Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras”, conta a história de Pedro, um garoto apaixonado pela amiga Bia, que recebe uma mensagem da garota pedindo para lhe encontrar após o pôr do sol em uma mansão famosa por lenda de vampiros. Depois de um caminho difícil até a mansão, Pedro encontra sua amiga Bia com um garoto vampiro, Eric Depiro, que precisa da ajuda da dupla, e assim começa a aventura do trio.

O autor da narrativa, André Vianco, é conhecido por histórias fantásticas de vampiros, para jovens, com o diferencial de trazer esses temas para a realidade brasileira. No caso da história infantil, Vianco se mostrou eclético, pois por mais que tenha no mesmo tema já usado por ele, o autor mudou completamente de estilo para atrair o público infantil, além das ilustrações de Santtos, que atrai o olhar pela beleza dos traços e acabamento da obra.

Ilustrações_Vampiro - Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras Detalhe_Vampiro - Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras

O que mais me surpreendeu foi a utilização de tecnologias atuais, como o GPS e o Smartphone, utilizados por uma criança da mesma faixa etária do leitor. Recomendo “Vampiro – Uma tenebrosa noite de sustos, doces e travessuras” para crianças com uma média de 8 anos de idade, um período que pode causar interesse na leitura, assim influenciando a conhecer autores nacionais de literatura fantásticas. #ficadica


09/12/2013 - Categoria: Utilidade Pública - Autor(a): Dyego Cruz

utilidade-pública-novo-x-usado

Em plena “era digital” e no ápice da tecnologia em eletrônicos, como celulares, computadores e seus vários gadgets (qualquer coisa que possa ser usada com o seu dispositivo), fica até um pouco difícil de escolher o que e onde comprar.

Os lançamentos são tantos que fica difícil de acompanhar toda essa parafernalha toda que é anunciada na internet todo mês, semana e dia para nos deixar loucos por comprar e experimentar a novidade mesmo que nem seja tão inovadora assim.

MAS, assim como os carros, muitas coisas são deixadas de lado e as vezes, no lugar de ficarem apenas encostados num canto, o seu dono como um bom consumista que é, vende esse produto do lançamento do mês passado para poder comprar algo que foi lançado no mês atual. (Vale ressaltar que esse caso é para apenas algumas pessoas, sei que nem todo mundo é assim)

Quando se fala em produto usado, as pessoas geralmente se referem a computadores/notebooks, ou para ser mais específico, produtos da “maçãzinha” que costumam ser MUITO caros, mas se tem uma coisa que tem aumentado bastante também são os celulares usados a venda, pois estão ficando cada vez mais caros e estão sendo descartados na mesma frequência dos lançamentos de mercado.

Vantagens

O lado bom de se comprar algo usado, é quando existe uma grande diferença entre o preço do produto novo e se ele ainda está na garantia oficial ou que a pessoa que lhe vendeu te dê alguma, afinal nada pior do que você comprar algo que quebre sem motivo aparente e ainda ter que pagar para consertar.

Desvantagens

A grande desvantagem é que você não terá aquele gostinho de abrir a caixa e sentir aquele cheiro de novo. Outro fato importante é que não se sabe por onde o que você está comprando andou e muito menos se o antigo dono teve os cuidados necessários para que o produto dure mais tempo na sua mão.

Por isso, comprar produtos usados é válido, mas estejam sempre atentos na hora da compra de seu celular/smartphones, computadores/notebooks, gadgets ou seja lá o que for que esteja procurando para não ter dor de cabeça depois.


10/10/2013 - Categoria: App - Autor(a): Mariana Fernandes

The Q câmera no Modo MeuQuando achamos que já vimos de tudo em relação a câmeras e que agora só vamos ver melhorias de resolução, designs mais compactos e maior acessibilidade, ou seja, nada muito inovador, eis que surge a The Q, uma mistura de “smartphone“, go pro, cybershot e lomo com previsão de lançamento ainda esse mês (Outubro).

Encontrei a The Q no meu querido e amado Behance (veja o projeto aqui) e até então tinha cara de ser fictício, já que muitas coisas que vejo lá são utopias de nós designers e que só servem para mostrar como temos ideias legais que os “clientes” nem sempre dão valor.

The Q - MustardEnfim, ela é de verdade e além desse visual charmoso, a The Q apresenta a proposta de ser uma câmera que facilita a vida na hora do backup, pois ela possui uma função de descarregamento de fotos para a sua conta no QLabs, onde lá você define onde irá direcionar a foto. Ai surge a dúvida de como ela faz isso?! Essa câmera possui uma entrada para cartão micro SIM, pois ele só funciona a base do 3G,  pois assim você pode passar as fotos diretamente para suas redes sociais enquanto ele também faz o backup para o QLabs sem o uso de cartão de memória.

Ok ela tem um proposta legal, mas é só? Nop! Sabe essa visual meio 80’s? Não é só o design, a câmera apresenta a proposta de resolução de câmeras analógicas, ou seja, sabe esses pontinho que você está vendo nas imagens, sim são propositais para dar esse estilo analógico, podendo editar a imagem, tipo instagram, com as facilidade que já comentei.

The Q - Agua - FlashAgora acabou né? Bem, se eu não disser que ela pode ser usada debaixo d’água e possui um anel que serve como flash e foi projetado para que as pessoas pisquem menos devido ele não piscar, sim eu acho que acabou, pois ainda tenho dúvidas se esqueci de algo. Ahh, pera! Ela estará disponível em nove cores, cada uma com um nome divertido.

Depois de tanta função se não tiver desvantagem não existe! Bem, a The Q câmera ao meu ver é um luxo, algo muito específico que não possui funções para vários estilos que podemos usar em uma câmera profissional. Mas se você é uma daqueles fanáticos por câmeras diferentes e ela só seria mais uma para sua coleção, vale muito a pena, além de seu preço ser bem baixo para o lançamento, U$190. 

The Q - backupFique com o vídeo de apresentação da The Q e me diz o que achou dessa fofura.