Modo Meu

trilhaTag:

16/01/2017 - Categoria: Fotografia - Autor(a): Mariana Fernandes

2017 começou cheio de novos hábitos e novidades. E para o 6 on 6 desse mês vou mostrar um dos pontos turísticos que eu mais gosto da minha cidade, que faz parte desse novo estilo de vida que eu desejo levar e que possui várias coisas legais pra fazer. Para esse mês, o grupo (todos os links dos blogs no final do post) decidiu aproveitar esse clima de férias para mostrar lugares legais para sair.

Me diz uma coisa, quando você pensa em Fortaleza, qual o primeiro lugar que vem a cabeça? Praia, né?! Beira Mar?! Sol, areia, mar, filtro solar, biquíni e verão o ano todo. Pois bem, você está certíssimo, mas tem horas que enche o saco e a gente precisa dar uma variadinha, principalmente para que já mora na terrinha.

Ano passado naquela de apresentar locais legais para o nosso colaborador de São Paulo, o Israel, acabei me encantando pelo parque do Cocó. Um ponto turístico corriqueiro de quem conhece minimamente Fortaleza, porém deixado para traz por não fazer parte do tradicional passeio pelas praias. Pois vamos aos motivos dessa minha indicação.

1 e 2: Exercício

Quem gosta de trilha e esportes ao ar livre vai se fazer, pois espaço tem de sobra. Esse fim de semana aproveitei que estou azilada no Kung-fu, e fui treinar naquele gramadão gigante. Além disso tem várias trilhas, de curtinhas as mais extensas onde é legal ficar rodeado de plantas e ver uns soins (macaquinhos). Essa que eu peguei é a “Trilha da Lago“, que é curtinha com essa ponte que quando chove muito acaba sendo coberta. Ah, mas se você não curtir muito essas coisas ainda dá pra fazer um piquenique fofo com direito a toalhas quadriculadas e tudo, mas vai cedo, pois tem uma galera que tem essa mesma ideia.

3 e 4:  Do Cocó a Beira Mar

Aos domingos, mas especificamente de 7h às 13h, algumas pistas e faixas em volta do parque são interditadas para que os ciclistas possam fazer o percusso: Cocó, Beira Mar, Passeio Público. Lá pelo próprio parque tem vários stands de aluguel de bike, onde a média de preço é de R$ 20,00 por três horas e no que eu fui ainda ganhava uma aguinha de coco na volta. A parte chata é que você precisa voltar com a bike, mas lá também tem pontos de bicicletas compartilhadas para quem sabe que não vai aguentar a volta.

5 e 6: No fim de semana

Atualmente os fins de semana são cheios de atividades por conta do projeto “Ocupe o Cocó” que possui Zumba, Yoga, escalada, tirolesa, arvorismo e mais uma infinidade de coisas que dá pra passar uma manhã agradável.

Então, essas foram as minhas dicas para quem quer fazer um passeio mais fortalezense e sair daquela rota: praias, Tapioqueiras e Mercado Central.

Ah, não esquece de ver o post da galera do grupo e ganhar mais dicas de brinde! :D

Romantize-se | Console cor-de-rosa | It’s Me, Mari | My Secret Books | Maricota Cara de Ricota


31/01/2014 - Categoria: Games - Autor(a): Angelo Fonseca

zeldaocarinaoftimelinksheik615Bom, todo mundo sabe que música de boa qualidade existe em todos os estilos, seja no rock, pop, música clássica, mpb, blues e claro…também nos Video Games!

Como amante de música boa, é impossível não mencionar belos e fantásticos temas de vários jogos recentes, como God of War, com seus corais e suas orquestrações magníficas. Shadow of the Colossus, com uma trilha de grudar na cabeça, ou Uncharted, com aquele tema de sair escalando tudo que se vê pela frente, e dentre vários e vários jogos fantásticos das gerações mais recentes com trilhas de cair o queixo.

E exatamente por ser também um “old gamer” da época dos consoles de 8 e 16 bits, que não posso deixar de mencionar algumas trilhas, que mesmo com a limitação de hardware dos consoles desse período, é de se espantar com a qualidade, criatividade e de como conseguiam tirar “leite de pedra” para se chegar em resultados simplesmente fantásticos.

Começando pelos principais consoles de 8-bits como Nes (nintendinho) e Master System respectivamente. Cito primeiramente dois grandes jogos de ambas plataformas como Mega Man II (NES), um dos meus jogos preferidos até hoje, com a Música da fase final do jogo: DR. Wyli´s Castle

Em seguida o jogo Golden Axe do Master System (pra mim era e sempre vai ser o jogo do Conan), com o tema: Wilderness

Ainda nos 8-bits, posso mencionar o tema do Ninja Gaiden (NES)  (Eu era fascinado por esse jogo).

E finalizando a era 8-bits com uma das mais clássicas trilhas do Master System, do jogo Alex Kid  in Miracle World:

E foi devido a uma das melhores “batalhas” entre os dois principais consoles de 16 bits do começo dos anos 90, ou seja, SUPER NINTENDO(Nintendo) e MEGADRIVE (Sega), com hardwares mais potentes, de onde saíram jogos fantásticos e com trilhas que são referências até hoje em termos de qualidade e criatividade sonora.

Com a SEGA, jogos como Sonic(1 e 2 principalmente), Street Of Rage, Gunstar Heroes, Golden Axe(2 e 3), Altered Beast, Kid Chameleon e dentre outros, que puderam mostrar que a musicalidade dos jogos dava passos mais longos e espetaculares!

Destaco minha música preferida da franquia Sonic inteira, The Chemical Planet Zone.

E a fantástica trilha do jogo MoonWalker do Michael Jackson (onde eu mais escutava as músicas do que jogava, hehe).

Mas foi com o Super Nintendo, que vários jogos foram imortalizados não só por serem excelentes, mas por apresentarem temas que marcaram uma época dentro das locadoras e uma geração inteira de gamers, como é o caso das franquias já consagradas que nasceram no NES -8bits, como Super Mario, Metroid, Megaman e The Legend of Zelda, onde a evolução das músicas desses jogos no Super Nintendo eram verdadeiras “masterpiece“.

E foram com franquias que se popularizaram nessa plataforma que eu destaco as 3 melhores trilhas do Super Nintendo, na minha opinião…

Chrono Trigger

Top Gear – Mad Racer

Mega-Man X 

Não posso deixar de fazer menção honrosa aos 3 jogos da série Donkey Kong Country, F-zero, Street Fighter 2 e Rock´n Roll Racing, que tem qualidades musicais e temas simplesmente sensacionais. Lembrando que os dois últimos também tinham versões para o Mega Drive, não perdendo em nada em qualidade de áudio.

E assim ficou marcada a maior e melhor geração de video games de todos os tempos, com jogos fantásticos contendo músicas sensacionais.

Abraço a todos!

Obs: Em breve, um pouco das trilhas sonoras dos consoles de 32-bits( Ps1 e Saturn) e 64-Bits( Nintendo-64).