Modo Meu

tvTag:

08/01/2016 - Categoria: Séries - Autor(a): Mariana Fernandes

How_get_away_with_murder-Modo Meu

A primeira sexta útil do mês começou e a gente já vai dando o aviso que aqueles posts temáticos do mês voltaram! E para voltar com tudo nesse mês de férias, por que não falar de séries viciantes que vão te deixar sair da frente da TV?

Quando falo de séries viciantes, em qual você pensa primeiro? Pelo que já falei em vídeo e podcast é claro que vou começar com “How To Get Away With Murder“, que com certeza foi uma das séries que mais me deixou vidrada no ano que passou, a ponto de me fazer ver a primeira temporada em um dia.

* Dica: Na data de lançamento desse post a segunda temporada acabou de ser lançada pelo Canal Sony, se você já assistiu a primeira temporada e está naquela loucura pra saber a continuação, fica a dica!

How_get_away_with_murder-Annalise

Pra você que não conhecer a série, How To Get Away With Murder é uma série da ABC, lançada no final de 2014 e é conhecida como mais um dos sucessos da produtora Shonda Rhimes. Se você não conhece a Shonda e o seus sucessos, ela também é responsável por Scandal (qual eu estou maluca para ver) e o tesouro antigo das séries  Grey’s Anatomy, que já possui 12 temporadas.

Mas enfim, vamos falar de HGAWM, a série que demorou mais tempo para eu aprender o nome do que assistir a primeira temporada, tem com protagonista a advogada de sucesso e professora de direto Annalise Keating, interpretada pela a atriz Viola Davis, que foi super requisitada para fazer esse papel, pois os produtores acreditavam que ela seria perfeita para interpretar a personagem. Vários prêmios depois, só posso dizer que eles estavam corretos!

How_get_away_with_murder-presonagens

Annalise é uma daquelas professoras que você morre de medo e admira ao mesmo tempo, que ensina a cadeira de Direito Penal, qual gosta de chamar de “Como se livrar de um assassinato” e em todo semestre escolhe um grupo de alunos para estagiar em sua empresa, uma oportunidade que todo aluno faria de um tudo para conseguir, e os da vez são: Wes Gibbins (Alfred Enoch), Michaela Pratt (Aja Naomi King), Connor Walsh (Jack Falahee), Laurel Castillo (Karla Souza) e Asher Millstone (Matt McGorry).

O estilo da série faz com que as temporadas sejam envolvidas por um caso central que vai se desenvolvendo ao longo dos episódios enquanto outros casos se iniciam e são concluídos,  sempre liderados por Annalise, fazendo com que a gente fique naquela curiosidade de saber mais e mais sobre o caso. Vale ressaltar que para a professora não existem lado bom ou ruim, existe caso ganho e não importa o que é feito para ganhar, por isso é comum ver trapaças e ilegalidades por parte do grupo que tenta a todo custo conseguir provas para os casos.

How_get_away_with_murder-ALUNOS

Mas o que dizer sobre a série? O que eu achei? Sinceramente, achei extremamente realista, pois vamos cair na real, a justiça é mais controversa do que acreditamos e é isso que HTGAWM nos apresenta. Enfim, série boa, segunda temporada chegando e primeira no Netflix, tem coisa melhor para as férias?


26/08/2013 - Categoria: Séries - Autor(a): Dyego Cruz

breaking_bad1

Atualmente tem se ouvido falar e muito de Breaking Bad depois que foi anunciada e iniciada a 5ª temporada da série, e como nós também não podíamos ficar sem falar sobre, vamos lá apresentar um pouco dela pra vocês.

Passada e produzida em Albuquerque, Novo México, Breaking Bad conta a história de um professor de química chamado Walter White (Bryan Crastron) que sempre teve problemas em lidar com as pessoas e que tem um filho adolescente com paralisia cerebral e uma esposa grávida chamada Skyler (Anna Gunn).

breaking-bad

Além de professor, para levar mais dinheiro para casa, Walter também trabalha num lava a jato em que as vezes é obrigado a lavar carros. Quando sua vida está cada vez mais sofrida, ele descobre que está com um câncer no pulmão e resolve que precisa dar um jeito de conseguir dinheiro para que sua família sobreviva sem ele.

breaking bad modo meu

Como o cunhado de Walter trabalha na narcóticos, ele vê como “escapatória” para conseguir dinheiro, juntar-se com um ex-aluno dele que é um traficante chamado Jesse Pinkman (Aaron Paul) e fabricar e vender metanfetamina.

breaking-bad-walterwallpaper-3

Ainda não assisti muito, mas tenha calma quando começar e não se assuste, pois o primeiro episódio é altamente sem noção e o resto muito mais ainda.


04/06/2012 - Categoria: Animação - Autor(a): Caio Túlio Costa

Static Shock Modo Meu

Durante a década de 90, a aclamada DC Comics resolveu abrir espaço para que um pequeno estúdio, chamado Milestone, pudesse utilizar suas distribuidoras e gráficas para comercializar seus quadrinhos. Tudo isso se deu pelo grande potencial que o estúdio demonstrava ter. Sob o acordo de dividir parte dos lucros obtidos, a parceria foi um sucesso.

Todos os personagens produzidos pela Milestone Comics eram negros e residiam na cidade fictícia de Dakota. Embora as histórias abordassem, em sua maioria Super Heróis, temas como desigualdades sociais, conflitos entre gangues e consumo de drogas eram muito explorados em seus quadrinhos.

Principais personagens da Milestone Comics

Criado por Dwayne McDuffie e John Paul Leon, o Static Shock, ou Super Choque, foi o maior sucesso dessa parceria de editoras. A história cativante girava em torno de Virgil Hawkings, um adolescente de 15 anos, muito sagaz, bem-humorado, companheiro e descolado. Um dia, ao se ver no meio de uma briga de gangues de Dakota por acidente, Virgil é vítima de uma grande explosão de produtos químicos que afeta todas as pessoas que estavam pelas proximidades do local. Os efeitos do desastre alteram o DNA de todos, inclusive o de Virgil, que agora tem o poder do eletromagnetismo.

As vítimas do Big Bang (como foi chamada a explosão de químicos) são conhecidas como Meta-Humanos ou Transformados. A partir desse contexto, Virgil Hawkings decide se tornar um super-herói para evitar que, todos os afetados pelo desastre, que em sua maioria pertenciam a gangues, abalassem a paz da cidade de Dakota.

 No inicio dos quadrinhos, assim como na série animada, era retratada uma história fora do Universo DC. Personagens como Superman e Batman eram apenas referenciados. A partir do desenvolvimento bem elaborado do enredo e a grande aceitação do público, a série passou a exibir crossovers com personagens variados, que iam de Bruce Wayne de The New Batman Adventures até a própria Liga da Justiça, que na mesma época da animação de Static Shock, tinha uma série homônima.

Misturando muito humor, drama, aventura e ação, a fórmula do sucesso da franquia de Static Shock também era um show de homenagens. Diversas participações especiais dentro da série foram feitas com celebridades da vida real, algumas até dublando a si mesmas. O jogador de basquete Shaquille O’Neal, A.J. Mclean, o membro dos Backstreet Boys e até o cantor Lil’ Romeo, que foi responsável pelo segundo tema de abertura do seriado, foram referenciados e serviram de pontos cruciais para o desenvolvimento de arcos dentro da história.

A adaptação animada de Static Shock foi o maior motivo de sua popularidade. Produzida pela Warner Bros. Television, a série conta com 52 episódios divididos em 4 temporadas e foi exibida originalmente entre 2000 e 2004. O grande sucesso garantiu reprises em vários canais e horários, inclusive na TV Aberta.

Confira uma das aberturas da série animada:

Atualmente, Static Shock faz parte dos Teen Titans, fazendo sua primeira aparição em Terror Titans #4 e entrada oficial em Teen Titans vol.3 #69.

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.

Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.


17/09/2011 - Categoria: Séries - Autor(a): Raquel Campos

Oi gente, fui convidada pela Mary para contribuir com o blog, acerca dos assuntos que envolvem entretenimento. E se tem uma coisa que sou viciada é em séries de Tv.

Acredito que desde o início da minha adolescência (que já faz um tempo, hahaha) nunca fiquei sem acompanhar uma série. Ainda bem!

E pro meu post de estreia, resolvi falar de True Blood, série vampiresca, que acabou de concluir sua quarta temporada. A série estreou junto com o boom de Crepúsculo, e me ganhou por não ter NADA a ver com a saga dos vampiros que brilham.

Muito além dos vampiros, a séries envolve outros personagens místicos, um pouco bizarros até. Quem já assiste True Blood sabe do que estou falando.

Não quero soltar nenhum spoiler, mas a quarta temporada me ganhou completamente. Estava desanimada com a série depois da segunda e terceira temporada, mas depois de ter assistido a quarta inteirinha, espero ansiosamente pela próxima. Essa última temporada me fez querer assistir um episódio por dia.

E para as meninas que ainda estão em dúvida se começam ou não a assistir a série, posso adiantar que True Blood é a série aonde mais tem homem bonito por m².

Confira algumas fotos dos principais personagens:

Sexta que vem tem mais!

Me diga o que achou do post, só com sua opinião o blog pode melhorar.
Deixe um comentário ou entre em contato por e-mail.