Modo Meu

WDCDTag:

04/11/2016 - Categoria: Design - Autor(a): Mariana Fernandes

lancamento-wdcdsp2016_cred_rodrigo-braga_divulgacao_3

Já parou para pensar como você/sua profissão pode ajudar a sociedade? Não sei você, mas eu costumo pensar muito sobre o que eu estou fazendo pelo mundo, o problema é que quando estamos nessa área de comunicação visual, é difícil enxergar como o nosso trabalho pode influenciar na sociedade. Para colocar esse assunto em questão é que o evento “What Design Can Do” tem a sua segunda edição em São Paulo, com mais de 20 palestrantes nacionais e internacionais.

Com o intuito de trazer “discussões inspiradoras sobre o poder do design como comportamento e ferramenta de transformação da sociedade” o WDCD acontece nos dias 13 e 14 de dezembro, na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP).

O evento trás como palestrantes: “o arquiteto e urbanista holandês Jacob van Rijs, um dos fundadores do estúdio MVRDV; o britânico Sam Bompas, do estúdio Bompas & Parr; a estilista senegalesa Selly Raby Kane, os designers holandeses Rogier Klomp e Richard van der Laken, fundador do What Design Can Do, (…) o arquiteto croata Marko Brajovic, cujo estúdio de arquitetura no Brasil completou dez anos em 2016; o chef paulistano Rodrigo Oliveira, dos restaurantes Mocotó e Esquina Mocotó; o designer carioca Fred Gelli, cofundador do estúdio Tátil, que assina os logos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016; o jornalista André Naddeo, criador do projeto Drawfugees; e a arquiteta Bebel Abreu, do estúdio Mandacaru, também sócia e produtora do What Design Can Do no Brasil e a cantora Xênia França irá fazer um pocket show em um dos dias da conferência.”

lancamento-wdcdsp2016_cred_rodrigo-braga_divulgacao_1

Tenho que falar que tive o conhecimento do WDCD por meio de um e-mail super legal e atencioso da assessoria do evento, que nos convidou para o coquetel de lançamento, qual infelizmente não pudemos ir, mas foi amor a primeira vista! Logo de cara o tema me tomou uma curiosidade enorme e quanto mais eu pesquisava, mais os assuntos se tornaram encantadores.

No coquetel foram apresentados os seguintes microtemas de acordo com as escolhas dos participantes:

– O que o design pode fazer pela consciência cultural;

– O que o design pode fazer pela comunicação;

– O que o design pode fazer pelos refugiados;

– O que o design pode fazer pelas questões urbanas;

– O que o design pode fazer pela comida.

lancamento-wdcdsp2016_cred_rodrigo-braga_divulgacao_5

Deu para entender que esse evento é mais social e filosófico do que os eventos que eu costumo indicar aqui, mas não perde seu valor, pois além de técnicas e teorias do design é preciso entender que também temos um papel social e discutir isso é muito necessário.

Para quem se interessou, como eu já disse, o What Design Can Do acontecerá nos dias 13 e 14 na FAAP e possui um valor de investimento que varia de R$ 140,00 a R$ 690,00. Se tiver mais alguma dúvida é só acessar o site que lá tem tudo o que eu disse e muito mais. :)